Joseph Shafan

"Então uma voz se elevou do abismo. Era o grito da Luz"  Visão de Hermes

Textos

Jesus realmente existiu?
Já que a posição em xeque é de pergunta (Jesus existiu?), quero de primeiro momento afirmar, embasado na ciência viva (sempre atualizada) denominada História, que esse assunto é, cientificamente falando (e mais do que exaustivamente debatido através dos séculos que sucederam sua aparição) definitivamente determinado: EXISTIU MESMO, a partir dos anos 4 ~ 7 EC. e até 37 ~ 40 EC. (há aqui uma pequena imprecisão, insignificante cientificamente falando), na província romana da Judéia, um galileu chamado Yeshouah ben Joseph (em hebraico) ou Îsâ Ibn Maryam (em árabe), bem mais conhecido no Ocidente como Jesus de Nazaré (omito aqui o título Cristo, porque confere uma perspectiva religiosa à figura histórica de Jesus).  
Faço aqui uma observação importante: não estou usando, nessa assertiva, argumentos, mas apenas repassando conhecimento científico que está à disposição de quaisquer pessoas que estejam realmente interessadas em ciências e não em querelas e falácias de quaisquer tipos. Evidente que, dependendo do historiador, a pessoa em questão pode ser caracterizada como um Estóico, um Cínico (no sentido filosófico, ora bem!), um Visionário, um Instrutor, um Manifestante, um Profeta Messiânico, um Bandido, um Mago, um Rebelde ou, até mesmo, um Revolucionário (embora historiadores existam que somam alguns ou todos esses adjetivos citados).
A História, podemos todos saber, é uma ciência que estuda a presença do ser humano no tempo e no espaço e, por isso, utiliza-se de outras ciências paralelamente em seus estudos que levem, a partir de análises documentais (incluída a Heurística), à conclusões científicas . Destarte, a Arqueologia, a Paleontologia, Física, Química (incluídas técnicas de datação como MAS – “Accelerator Mas Spectrometry”), Sociologia, Geologia, Geografia, Literatura, Linguística, tantas outras e até a Medicina (Forense em alguns casos) são ciências utilizadas para auxiliar a História. Através dela, posso afirmar também, peremptoriamente, que (em virtude de aqui terem sugerido o contrário) que existiu (desde o século III a.EC) a cidade de Nazaré. Também asseguro aqui (como também poderão quaisquer questionadores procurar saber) cientificamente, que existiram sim João (Yohanan) dito O Batista, e TODOS os denominados Apóstolos de Yeshouah, bem como Saul (dito Paulo).
Para, talvez, decepção de alguns (com o devido "jus esperneandi") a ciência História usa, como Periodização Histórica, o período onde se confirma a existência do judeu em questão locado dentro da Antiguidade, e a Divisão utiliza como referência exatamente o nascimento de Jesus colocado como século I da Era Comum (embora, sabemos, os árabes utilizem-se da Hégira como marco, o que não é um problema aqui porque para eles Îsâ  Ibn Maryam é um Profeta). Para quem gosta de Ciência, está aí então, em poucas linhas (levando-se em consideração a complexidade do tema) a constatação, que está à disposição de todos, de que, respondendo ao tema, Jesus existiu como ser histórico.
A quem duvidar possa, recomendo atualizar-se acerca da Historiografia, o que inclui tratamento científico das fontes históricas, recortes, critérios etc.
Segue, para talvez deleite de alguns e contrariedade de outros, uma singela lista onde buscar fontes científicas dessa parte da História.
- http://en.wikipedia.org/wiki/Accelerator_mass_spectrometry
- Layton B., Nag Hammadi Codex II, 2-7, 2 vols. Leiden, Brill, 1989.
- Bagatti B., Excavations in Nazareth. Vol 1, From the Beginning till the XII Century. Jerusalem Printing Press, 1969..
- Charlesworth, J. H., Jesus Within Judaism: New Light form Exciting Archeological Discoveries, New York, Doubleday, 1988
- Crossan, J. D., The Challenge of the Historical Jesus, New York, Harper & Row, 1973
- Daniels, J. B., The Egerton Gospel: Its Place in Early Christianity, An Arbor, University M. I., 1989
- Martínez, F. G., Los hombres de Qumrán: Literatura, estructura social y concepciones religiosas, Madrid, Trotta, 1993
- Crossan, J. D., O Jesus histórico: a Vida de um Camponês do Mediterrâneo, Rio de Janeiro, Imago, 1994.
- Toledo, R. P., O Jesus da História: http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/251202/religiao_1992.html
- POWELL, M. A., Jesus as a Figure in History: How Modern Historians View the Man from Galilee, Louisville,  Westminster J. K. Press, 1998.

Joseph Shafan
Enviado por Joseph Shafan em 16/01/2009
Alterado em 16/01/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras