Joseph Shafan

"Então uma voz se elevou do abismo. Era o grito da Luz"  Visão de Hermes

Textos

Palavra: ideia em ação

Palavra - ideia
A palavra não é apenas um conjunto de sons emitidos pelo nosso 'aparelho fonador', é uma emissão do pensamento.
As palavras (as ideias, os pensamentos) governam nossos atos a partir de decisões.
Decidir é tarefa contínua do ser humano.
A fala é exteriorização do pensamento (ideia) através da palavra. Assim o pensamento se materializa.
As decisões são expressas como ações, definidas pelas palavras.
As palavras representam o concreto e o abstrato, o real e o imaginário.
A emoção e a razão são conceituadas em palavras.
"Um mais um é igual a dois" é um conjunto de palavras manifestando uma sentença matemática, assim como "Eu e ela nos amamos" manifestam sentimentos.
Com a palavra definimos "mãe", "filho", "irmão", "amigo". Através da palavra adjetivamos a vida, batizamos o mundo; chamamos o Amor, a Felicidade e o Afeto.

Modos
A palavra expressa tem variação de significado de acordo com o 'modo', o 'momento' e a 'interação'.
Sabemos que o 'modo' pode mudar o sentido e que o 'momento' apropria, bem como a 'interação' implica consonância de 'sentido'.
De fato, a forma de comunicar pode ser causa de bênção ou de maldição.

Fé e crença na palavra
Uma "cadeira" é uma "cadeira" pois que creditamos a palavra "cadeira" em nossa mente para um objeto utilizado primariamente para sentar-se.
Essa fé na palavra "cadeira" como realidade de uma coisa em nosso pensamento forma uma conexão imediata.
Mais ainda quando se trata dos sentidos. Por exemplo, quando definimos as cores: adquirimos "certeza absoluta" num espectro visível definido; a mente está convicta em determinada cor atribuída.
O encadeamento de palavras definindo sensações em nossa mente baseia o nosso mundo. São 'ideias' que expressam decisões, para o bem e para o mal.
E quando nossa sensações são afloradas por uma expressão externa, como numa fala de uma liderança (seja religiosa, política, familiar etc) essa crença nas palavras se tornam 'forças'; 'ideias-forças' que determinam o poder e a autoridade.
Palavras-ideias que são dínamo, com ações e reações, para o dia a dia de cada família, de cada comunidade, de cada país, enfim do mundo inteiro.
Pensamentos se tornam atos, diretos e/ou indiretos e se materializam.
Pelo poder e autoridade atribuídos aos pensamentos-dinâmicos ( 'ideias-forças') são definidos destinos; as normas são compostas, as leis são elaboradas, um juiz manda soltar, um presidente assina a paz, um empresário negocia, um pai educa um filho etc.
Palavras podem ser animadoras, encorajadoras, como força fenomenal.
Cada vez que abrimos a boca para pronunciar palavras, cada vez que escrevemos nossos pensamentos, cada vez que ouvimos estamos despertando ações e reações.
Com a linguagem, através das palavras e tons distintos criamos realidades, experiências, possibilidades.

--
"No início era o Verbo" (João, 1-1)

"Tudo o que somos hoje é resultado do que temos pensado. O que pensamos hoje é o que seremos amanhã: nossa vida é uma criação da nossa mente." (Dhammapada)

"As palavras são a voz do coração." (Confúcio)

“As palavras criam impressões, imagens e expectativas. Elas constroem conexões psicológicas que influenciam a forma como pensamos. Desde que pensamentos determinam as ações, há uma poderosa conexão entre as palavras que usamos e os resultados que obtemos.” (Nan S. Russell)

“Certa vez li que uma palavra é como um organismo vivo, capaz de crescer, transformar, se espalhando, e influenciando o mundo de muitas maneiras, direta e indiretamente através de muitas e muitas pessoas. Eu nunca havia pensado em uma palavra como um  “ser vivo", mas depois pensei em palavras faladas há 3.000 anos, escritas e passadas por muitas gerações, e elas parecem bem vivas quando lidas ou faladas hoje, tendo já vivido 3.000 anos. Assim eu refleti sobre o poder da palavra para incitar e dividir, para acalmar e ligar, ou de criar e alterar sentido, e estou cada vez mais cautelosaa acerca do que digo e do como ouvir as palavras ao meu redor.”
(Susan L. Smalley, Ph.D. – Department of Psychiatry and Biobehavioral Sciences at UCLA)

"As palavras são, naturalmente, a droga mais poderosa usada pela humanidade." (Rudyard Kipling)

"O que você tem dito ultimamente? As palavras que você fala podem ter um efeito profundo sobre as pessoas que atingem. Você está estimulando ou desestimulando? Você está construindo acima seus filhos, seu cônjuge, amigo ou até mesmo um estranho que você encontra na rua? Ou você está destruindo sua própria família com palavras de amargura, crítica e julgamento? Você está causando a destruição de sua auto-estima por usar mal as palavras sobre si mesmo, sua saúde e prosperidade?" (Ami Jane - HubPages)

Joseph Shafan
Enviado por Joseph Shafan em 07/01/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras